Monthly Archives: March 2016

SAM_2518

Lançamento Anglo Saxonica|Apresentação Jorge Soares|Fotografias

SAM_2506SAM_2518SAM_2513SAM_2512

Anglo Saxonica – Medical Humanities

A revista Anglo-Saxónica é uma revista multidisciplinar internacional, com arbitragem científica, visando a disseminação da investigação relacionada com as actividades do CEAUL – Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa. No caso vertente, o seu número temático mais recente incide sobre as chamadas Humanidades Médicas intimamente relacionadas com um dos projectos do CEAUL, o projecto interdisciplinar e internacional Narrativa & Medicina, o qual tem vindo a desenvolver intensa actividade científica, pedagógica e social desde o respectivo lançamento em 2009. Este volume, em língua inglesa, da responsabilidade dum dos investigadores do projecto, Brian Hurwitz (Centre for the Humanities and Health, Kings College London), integra contributos de especialistas da área, oriundos de várias disciplinas.

Encontros da SPPS – Sociedade Portuguesa de Psicossomática|29 Março 2016|21h|LX Factory| Livraria LerDevagar

A Direcção da Sociedade Portuguesa de Psicossomática

com o apoio da Sociedade Portuguesa de Psicodrama Psicanalítico de Grupo

tem o prazer de o/a convidar a participar no Encontro de debate multidisciplinar

“NARRATIVA E PSICOSSOMÁTICA”

  “Atenção, representação e afiliação: dos preceitos da Medicina Narrativa à medicina de facto”

Isabel Fernandes*

Tendo em conta os três principais parâmetros orientadores da Medicina Narrativa, tal como defendidos por Rita Charon (2005), pretende-se observar em textos literários narrativos e em pinturas exemplos que ilustram a necessidade da atenção, da representação e da afiliação nas relações interpessoais e, em particular, na relação cuidador/ doente, em situações extremas de doença, perda e morte próxima.

e

O Meio é a Mensagem: O Lugar do Storytelling na Sociedade Tecnológica”

Clara Soares**

Uma das formas mais antigas e simples de passar tradição, ideologias e de unir e fortalecer laços entre pessoas e grupos, o storytelling está a ser usado como meio de criar proximidade e de proporcionar experiências que envolvam quem conta e quem ouve, no sentido de impactar as suas vidas e formas de se verem a si mesmas e como parte de um todo. A estrutura da narrativa pessoal (e coletiva) tem sido usada com sucesso nos modelos de comunicação de sectores tão diversos como o marketing, a educação, a cultura e a saúde. O poder transformador (e reparador) de uma história – a que se expressa, a que se acolhe e a que se recria – torna-a um potencial veiculo terapêutico, na intervenção individual e em grupo, como sucede, por exemplo, em cenários de emergência e na promoção dos direitos humanos. Proporcionar melhorias na qualidade de vida em doentes crónicos (na forma de lidar com o seu sintoma) ou a pessoas que atravessam situações de crise (de identidade, gestão de perdas, etc) é uma das potencialidades do storytelling, pela sua mais valia, a de reconectar partes de nós, na era tecnológica, marcada pela descontinuidade e o predomínio da quantificação e da técnica.

Livraria Ler Devagar – 29 de Março (Terça-feira), 21h45.

Contamos com a sua presença e participação!

Patrícia Câmara

(Presidente Lisboa e Sul da SPPS)

* Isabel Fernandes – Professora Catedrática da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e Coordenadora Científica do projecto interdisciplinar Narrativa & Medicina, sedeado no CEAUL / ULICES – Centro de Estudos Anglísticos da mesma universidade, desde 2009. Além da sua área de formação, a literatura inglesa, os seus interesses de investigação e docência incluem a Teoria Literária, a Narratologia, as relações entre a Literatura e a Pintura e, mais recentemente, entre a Literatura e a Medicina. Tem inúmeras publicações em todas estas áreas e sobre autores como: D. H. Lawrence, Emily Brontë, Jane Austen, Joseph Conrad, A. S. Byatt e Tracy Chevalier. Destacam-se os seguintes livros: Olhar a Escrita: para uma Introdução ao Estudo da Literatura na Universidade (2004), Literatura: a (in)disciplina na intersecção dos saberes e das artes (2011) e Critical Dialogues: Slow Readings of English Literary Texts (2011). Recentemente foi a responsável por duas antologias: Contar (com) a Medicina (Edições Pedago, 2015) e Creative Dialogues: Narrative and Medicine (Cambridge Scholars Publishing, 2015).

** Clara Soares – Psicóloga Clínica e Jornalista em Comportamento. Quis ser veterinária mas acabou por render-se ao estudo da natureza humana. Tem um mestrado em Psicologia da Saúde. É colaboradora da Revista Visão desde 1999, onde se dedica ao jornalismo de comportamento, que concilia com a prática clínica, na Alterstatus. Passou pela TSF, TVI e Máxima. Coautora do livro Vencer nos Exames (Sebenta, 2008, escrito com Teresa Campos). Segue com interesse a forma como nos relacionamos, uns com os outros e com as tecnologias. Cultiva o gosto pelas caminhadas. Acredita que a vida é o que, a cada momento, fazemos dela.